Saltar os Menus

Notícias

27 de Novembro de 2019

Processo de casamento de António Inácio de Sousa Porto com Bárbara Rita Seabra

O Arquivo Distrital de Beja destaca o processo de casamento de António Inácio de Sousa Porto com Bárbara Rita Seabra. O documento é datado de 14 de julho de 1871 e assinado pelo pároco José Inácio de Mira na Igreja do Salvador, da cidade de Beja.

Segundo o referido documento, António Inácio Sousa Porto de 49 e nove anos de idade, morador da freguesia do Salvador, da cidade de Beja, manifesta a vontade de contrair matrimónio com Bárbara Rita Seabra, filha de António Manuel e Joaquina Aurélio, natural da freguesia de Santa Maria de Beja e moradora na freguesia de Santo Antão da cidade de Évora.

O casamento realizou-se na freguesia de Santo Antão, na cidade de Évora no dia 3 de Agosto de 1871, e encontrava-se no estado de viúvo de Isabel Maria com quem fora casado em primeiras núpcias.

António Inácio de Sousa Porto nasceu na cidade do Porto no ano de 1822. Era filho de Inácio José de Sousa e de Rosa Ermelinda. Através do depoimento das testemunhas Miguel José de Mendonça, Joaquim Manuel Henriques de Mira e D. Frederico Guilherme Maldonado constatou-se que o mesmo era seu conhecido, viúvo, proprietário e morador na freguesia do Salvador na cidade de Beja.

Através da leitura de alguns estudos sobre as elites no século XIX, nomeadamente “As elites económicas alentejanas: 1850-1870 – Anatomia Social e Empresarial de Hélder Adegar da Fonseca, constatou-se que este casal pertencia à elite social predominante do seu tempo e que aderiram a uma moda muita em voga a partir de 1830 denominada “movimento dos clubes” a qual deu origem ao nascimento do “Clube Bejense” na cidade de Beja.

António Inácio de Sousa Porto foi também o proprietário e o responsável de alguns dos periódicos muito em voga na cidade de Beja no século XIX denominados “O Districto de Beja”, “O jornal do Povo”, O liberal”, e o “O Bejense”; que eram publicados nos seguintes dias da semana: quartas feiras, quintas feiras e sábados. Foi também o proprietário de uma Oficina (tipografia), denominada a “Officina de Sousa Porto”. No Museu de Beja existe um mapa da cidade de Beja datado de 1850 intitulado “ Perpectiva da cidade de Beja, dedicada aos ilustres habitantes da mesma”, onde se pode ver que o mesmo foi impresso na Officina de “Sousa Porto”. No Arquivo Distrital de Beja, existe um grande painel na sala de entrada onde é retratada essa mesma perspetiva.
Em sua homenagem e de forma a perpetuar a sua memória foi dado o seu nome a uma das rua da cidade de Beja, a Rua “Sousa Porto”, localizada no Bairro do Mira Serra.

Cota do documento em destaque: PT/ADBJA/DIO/CEBJA/003/0128/00018

Esta notícia foi publicada em 27 de Novembro de 2019 e foi arquivada em: Documento em destaque, Geral.

Arquivo Distrital de Beja