Saltar os Menus

Notícias

19 de Dezembro de 2016

Assento de perfilhação

Os documentos em destaque contam de um processo de perfilhação.

O primeiro documento é um traslado de uma escritura de perfilhação feita em Beja pelo tabelião público de notas Augusto César da Fonseca, datada de 3 de março de 1877, no qual Joaquim Manuel Henriques de Mira perfilha como seus filhos ilegítimos: José Cândido de Mira, Maria Angélica de Mira e Palmira Justa de Mira. Do documento consta de uma escritura de perfilhação, lavrada pelo notário, perante testemunhas e autenticada com o sinal público.

O segundo documento, datado de 14 de Abril de 1877 é uma solicitação do pai dos perfilhandos ao pároco José Lopes Carrilho para que este mande transcrever a referida perfilhação em livro próprio.

A transcrição do referido assento encontra-se transcrita sobre o assento nº 1 do livro de legitimações da freguesia de Entradas.

pt-adbja-prq-cvr03-005-r001_m0001 pt-adbja-prq-cvr03-005-r001_m0002 pt-adbja-prq-cvr03-005-r001_m0003 pt-adbja-prq-cvr03-005-r001_m0004 pt-adbja-prq-cvr03-005-r001_m0005 pt-adbja-prq-cvr03-005-r001_m0006

PT-ADBJA-CVR03-005-CX.1226-LIV.R001

Esta notícia foi publicada em 19 de Dezembro de 2016 e foi arquivada em: Documento em destaque.
Arquivo Distrital de Beja