Saltar os Menus

Notícias

31 de Outubro de 2018

Carta de Alforria que doa João Ribeiro como herdeiro do Doutor Pedro Garcia à escrava Águeda que foi do dito Doutor

O Arquivo Distrital de Beja destaca “Carta de Alforria que doa João Ribeiro como herdeiro do Doutor Pedro Garcia à escrava Águeda que foi do dito Doutor”.

A escritura em destaque foi retirada do livro de escrituras do Cartório Notarial de Odemira (2º Oficio) e consta de uma Carta de alforria doada por João Ribeiro, cunhado e herdeiro do Doutor Pedro Garcia Moreno, Comendador da Matriz de Santa Maria da vila de Odemira.

Nesta escritura, a escrava Águeda é libertada após a entrega da quantia de setenta mil reis; quantia pela qual foi avaliada perante o Juiz de Fora Ambrósio da Silva Martins, após a morte de Doutor Pedro Garcia Moreno. A referida quantia foi entregue por Manuel Raposo Pessanha e serviu para o pagamento de dívidas deixadas pelo Doutor Pedro Garcia Moreno após a sua morte: “Pela qual quantia ele João Ribeiro lhe dava liberdade e Alforria para todo o sempre”.

A presente escritura foi celebrada no dia 30 de Abril de 1694 pelo tabelião António Martins Varela, escrivão do Público, Judicial e Notas da vila da Odemira e seu termo. Foram testemunhas: Pedro Anes, Cerieiro; Sebastião Gonçalves, Oficial de sapateiro e Bartolomeu Rebelo, Meirinho.

PT-ADBJA-CNODM2-001-CX.0001-LIV.0002

Esta notícia foi publicada em 31 de Outubro de 2018 e foi arquivada em: Documento em destaque.
Arquivo Distrital de Beja